Governo Francês autoriza táxis voadores e plataforma flutuante nas Olimpíadas

A Câmara Municipal de Paris anunciou o seu ataque ao decreto.

Avalie a matéria:
Táxis voadores autorizados a pousar no Sena | Reprodução/Edward Arkwright

Será Emmanuel Macron o primeiro europeu a subir a bordo de um táxi voador durante os Jogos Olímpicos de Paris 2024? De qualquer forma, chegou a certificação para estes veículos, conduzidos por profissionais, mas sem passageiros pagantes, para experimentação durante os Jogos Olímpicos.

DECRETO PUBLICADO

Um decreto governamental, publicado no Diário Oficial na terça-feira, 9 de julho de 2024, abre caminho para esta experiência e autoriza a criação de uma plataforma para táxis voadores no Rio Sena. Este “vertiporto”, que será instalado numa barcaça, era o último esperado, enquanto outros quatro “já estão em operação” , garantiu Edward Arkwright, diretor-geral executivo da ADP.

PREFEITURA DE PARIS NÃO CURTIU

Imediatamente após o anúncio da publicação do decreto, a comitiva de Anne Hidalgo anunciou que a Câmara Municipal de Paris iria contestar a decisão em tribunal. O Conselho de Paris se opôs ao projeto. Muitos governantes eleitos parisienses, tanto da maioria como da oposição, consideram táxi voador desnecessário.

Em questão, as repercussões ecológicas para um interesse muito baixo. Em novembro de 2023, Florian Sitbon, ambientalista eleito, resumiu o projeto como uma forma de “economizar alguns minutos para os ricos, apressados, ignorantes e desdenhosos da emergência climática” . “Seria preciso 3.000 vezes mais energia para se deslocar desta forma do que de metro ”, explicou Alexandre Florentin, outro ambientalista eleito.

Uma forma de discriminação social também é denunciada. O eleito comunista de Paris Jean-Noël Aqua vê isto como um exemplo de “separatismo social” , uma vez que será necessário pagar “a modesta quantia de 140 euros por 35 km” 

Um vertiporto flutuante

A plataforma será instalada em uma barcaça no Sena, perto de Austerlitz. Embora a autorização fosse aguardada há vários dias, a barcaça já está “pronta, atracada, posicionada” , indicou Edward Arkwright.

Com informações da Ouest France

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES