Suyane Pessoa

Coluna da jornalista Suyane Pessoa com dicas de Maternidade

Lista de Colunas

Cinco dicas de livros sobre maternidade real

Ser mãe é viver bombardeada de dicas, conselhos, palpites, e por muitas vezes a gente se sente perdida com tanta informação, saber filtrar o que realmente serve é uma tarefa difícil.

Avalie a matéria:

“Quando nasce um bebê, nasce uma mãe”. Como diz esse dito popular, por muitas vezes quando nasce um bebê, nasce uma nova mulher. Eu passei por essa transformação ao engravidar do Davi, assim que soube que tava grávida, meu mundo caiu, despencou, pensei que minha vida ia acabar e depois vi que ela realmente acabou, mas acabou pra uma nova vida muito melhor começar. Me propus a viver de fato a maternidade, estudei, me preparei (isso faço até hoje), e super me encontrei no papel de mãe, posso até dizer que vivo a minha melhor fase.

Agora, também posso afirmar que a maternidade é de longe aquela retratada na televisão e nos comerciais de tv, essa que a gente acompanha nas capas de revistas não condiz com a maternidade real vivida pela maioria das mães brasileiras. A maternidade é um desafio diário, posso afirmar, que é a coisa mais difícil que faço na vida e ao mesmo tempo, a mais prazerosa. 

Ser mãe é viver bombardeada de dicas, conselhos, palpites, e por muitas vezes a gente se sente perdida com tanta informação, saber filtrar o que realmente serve é uma tarefa difícil, até porque não existe receita de bolo na maternidade, e quanto aos palpiteiros de plantão, as referências que nos são dadas nem sempre são as melhores, não é mesmo?

Pensando nisso e com base nas leituras que já fiz, separei algumas opções de livros que falam sobre maternidade real, longe das idealizações.

1- “Mães em crise – cartas imaginárias aos filhos”

Neste livro, mulheres de diversos perfis escrevem cartas imaginárias aos seus filhos. Mãe que sonha em aumentar a família. Mãe lésbica. Mãe garota de programa. Mãe que pode ter gerado um psicopata. Mãe de um político corrupto e odiado. Mãe solteira. Mãe astróloga. Mãe em fase terminal de câncer. Mãe que perdeu a primogênita e buscou força na criação das netas. Mãe hippie; entre tantas outras.

2- “Tudo eu”

Contaram para a gente que o amor seria instantâneo e incondicional. Que um sorrisinho banguela compensaria tudo, desde os enjoos matinais até as noites em claro. Que as crianças seriam sempre anjinhos e não esses projetinhos de ser humano que testam a nossa paciência. O que acontece então? Nós nos decepcionamos. E nos desesperamos. Sim, porque a história que nos contaram era bem diferente. E, se nos contaram, deve ser verdade. Todas as mães do mundo estão tirando de letra essa coisa de maternidade e só eu, só eu, sou uma grande incapaz. Não, não é só você. Esta é a mensagem do livro “Tudo eu!”.

3- “Chora lombar – maternidade na real”

Autora de quadrinhos divertidos, Thaiz Leão (mais conhecida como Mãe Solo), compilou seu humor e ironia no livro “Chora lombar”. A obra é recheada de tirinhas inspiradas na sua jornada materna, sem nenhum photoshop.

4- “Travessuras de mãe”

Travessuras de mãe consegue misturar delicadeza, dúvidas, bom humor, vontade de acertar, otimismo e muito amor em um texto sobre o prazer e, muitas vezes, a completa loucura que é criar e educar os filhos. 

5- “Mãe fora da caixinha”

Esse livro acalenta e fortalece as mulheres, recém mães. O Mãe Fora da Caixa não é só um livro de relatos de vivências maternas, é também um abraço de cura. Aqui as mães se sentem representadas e acolhidas nos desafios e nas doçuras da maternidade. Umas das minhas melhores leituras!

Veja Também
As opiniões aqui contidas não expressam a opinião no Grupo Meio.


Tópicos
SEÇÕES