Estudo revela importante benefício da cerveja e você pode comemorar

O Brasil está em terceiro lugar no ranking de maiores consumidores de cerveja no mundo e os consumidores podem ter benefícios ao tomar a bebida

Avalie a matéria:
Copos de cerveja | Reprodução/Internet

O Brasil está em terceiro lugar no ranking de maiores consumidores de cerveja no mundo. Essa posição é revelada por um relatório da Kirin Holdings Company, divulgado em dezembro de 2022, que examinou os hábitos de consumo em 2021. Apesar dos tabus que cercam essa bebida tão popular, ela pode realmente ter benefícios para a saúde.

Uma pesquisa conduzida por estudiosos de uma universidade da Alemanha revela uma boa notícia para os amantes da cerveja e também desafia os preconceitos associados a ela. De acordo com a análise dos cientistas, a cerveja pode ser tão benéfica para a saúde quanto muitos alimentos probióticos.

O que são probióticos?

Compostos por microrganismos vivos, os probióticos são alimentos ou produtos que proporcionam benefícios para a saúde. Eles são fundamentais para equilibrar a microbiota intestinal, também conhecida como flora intestinal. O bom estado de saúde do intestino, mantido pelas chamadas "bactérias boas", está diretamente ligado à saúde geral do organismo.

Detalhes do estudo

Segundo os pesquisadores responsáveis pelo estudo, a cerveja é fonte de diversos aminoácidos essenciais, vitaminas, oligoelementos e substâncias bioativas que desempenham um papel crucial na regulação das funções fisiológicas humanas. “É bem sabido que a cerveja, como bebida alcoólica, pode causar sérios danos aos tecidos e órgãos", afirmam.

“No entanto, quando o consumo de álcool é controlado dentro de limites seguros, os nutrientes da cerveja e os efeitos combinados na microbiota intestinal têm um efeito positivo na regulação da função imunológica humana”, pontuam.

Eles ainda asseguram que “seus metabólitos inibem bactérias patogênicas, estimulam a proliferação e atividade da flora saudável como lactobacilos e bifidobactérias e regulam a microbiota intestinal”. Ou seja, este estudo esclarece que a cerveja, sem exagero, faz bem à saúde.

Cerveja pode ajudar no futuro

Adicionalmente, os autores sugerem que no futuro a cerveja poderá ser empregada como um regulador microbiológico ou até mesmo como uma terapia alternativa para condições crônicas como hipertensão, diabetes e obesidade. Eles enfatizam a importância de investigações mais aprofundadas nesse sentido.

Ainda que surpreendente, a bebida milenar apresenta-se como uma fonte de nutrientes. Contendo aminoácidos essenciais, vitaminas, oligoelementos e substâncias bioativas como polifenóis e flavonoides. Além disso, é rica em minerais como cálcio, magnésio e zinco. Adicionalmente, contribui para a ingestão de fibras alimentares devido aos beta-glucanos e arabinose-oligossacarídeos provenientes do cereal.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES