Médico de Harvard cita os alimentos que baixam o colesterol ruim

Dados revelam que 4 em cada 10 adultos, no Brasil, têm níveis de colesterol elevados

Avalie a matéria:
Imagem ilustrativa de gordura no sangue | Reprodução/Internet

Dados revelam que 4 em cada 10 adultos, no Brasil, têm níveis de colesterol elevados, o que é um risco para a saúde cardiovascular. Embora medicamentos sejam cruciais para controlar o colesterol LDL, conhecido como "colesterol ruim", a alimentação tem um papel fundamental na manutenção de níveis saudáveis dessa gordura no organismo.

De acordo com um guia publicado pelo site de saúde pública da Universidade de Harvard (EUA), certos alimentos têm o potencial de influenciar o controle do colesterol, conforme sugerido pelo médico Howard LeWine.

Quais alimentos consumir?

Os peixes são uma excelente alternativa às carnes vermelhas devido ao alto teor de ômega-3 que oferecem. Já a soja e seus derivados têm a capacidade comprovada de reduzir os níveis de LDL em até 6% quando consumidos regularmente. Os feijões e outras leguminosas são reconhecidos pelas suas fibras solúveis, que promovem a saciedade e auxiliam na absorção do colesterol. 

Outro aliado é a aveia, alimento que se destaca por sua riqueza em fibras solúveis, contribuindo para uma melhor digestão do colesterol. Além disso, frutas ricas em pectina, como maçãs e cítricos, são conhecidas por ajudar na diminuição do LDL. Incorporar esses alimentos na dieta pode trazer benefícios significativos para a saúde cardiovascular.

Outras dicas

Além das opções alimentares já citadas, substituir gorduras animais por óleos vegetais e incluir vegetais como berinjela e quiabo, conhecidos por seu teor de fibras, são estratégias eficazes no controle do colesterol. Ao adotar uma abordagem alimentar equilibrada, aliada a um estilo de vida saudável e acompanhamento médico regular, é possível promover uma significativa melhora na saúde cardiovascular. 

Para aqueles que enfrentam desafios em ajustar suas dietas apenas com alimentos, o guia da Universidade de Harvard também sugere a consideração de suplementos de fibra e produtos enriquecidos com esterois e estanois vegetais, que auxiliam na redução da absorção do colesterol pelo organismo.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES